BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
A STARK está de volta com um grande sucesso! O DESTARK, um projeto que visa homenagear nossos Starkianos que mostraram muita força de vontade, determinação, e que deram um novo rumo em suas vidas através do esporte. Nesse novo formato, com uma série de perguntas e respostas, semanalmente teremos depoimentos inspiradores de Starkianos que nos dão o prazer e a alegria de fazer parte do nosso convívio!
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
Nome: Luciana Paiva
 
Esporte que pratica: Corrida
 
Como você entrou para o esporte e o que mais te motivou a praticá-lo?
Sempre fui fã de esporte, mas a única modalidade que pratiquei na minha vida foi ginástica. Com a chegada dos meus filhos virei uma sedentária. Passei por momentos difíceis, problemas de saúde sérios com dois dos meus três filhos. Um nasceu com uma cardiopatia congênita (Tetralogia de Fallot), o outro tem Diabetes tipo 1, descoberta quando ele tinha 10 anos. Parei de trabalhar e me dediquei integralmente a eles. Mas tive uma depressão, engordei muito e não conseguia mais ser a pessoa alegre e cheia de vida que eu era. Foi aí que meu marido me incentivou a começar a correr. E definimos uma meta para mim: sair do sofá (sedentária) e fazer uma meia maratona (21 km) em um ano. Foi então que comecei.
 
Como conheceu a modalidade e como ela passou a fazer parte da sua rotina?
Com a ajuda e apoio do meu marido e da Stark (mesmo não sendo aluna, me disponibilizou as planilhas de treino e o treinador João, que ajustava minhas planilhas), comecei a correr, seguindo minha primeira planilha (Do sofá aos 5km). No início, caminhando mais do que correndo. Em 3 meses eu estava conseguindo correr 5km direto. Fiz umas provas de 5km e comecei a treinar para os 10km.  Os treinos começaram a ficar mais pesados. Meu marido, na maioria das vezes, ia comigo… Mas, algumas vezes eu ia sozinha, no Parque do Cocó, depois que deixava meus filhos no colégio. E assim fiz umas provas de 10km, para só depois iniciar os treinos para a meia maratona. E assim eu fiquei viciada, não faltava nenhum treino. Além da meta a cumprir, eu estava vendo o resultado desse esporte na minha vida e cada vez eu me apaixonava mais. Fiz então minha primeira meia maratona, no Rio de Janeiro, em julho de 2014. Foi uma sensação indescritível. Daí em diante, resolvi fazer uma meia por semestre e entrar na Stark. Fiz a segunda meia em dezembro de 2014, na Flórida. E a terceira, em abril de 2015, em Santiago, no Chile.
 
O que o esporte representa hoje na sua vida?
O esporte hoje é fundamental na minha vida para manter minha saúde física e mental. Não consigo mais me imaginar sedentária.
 
Quais os benefícios que começou a sentir com a prática de atividade física?
Posso dizer que a corrida mudou completamente a minha vida. Hoje enfrento melhor meus problemas, sou mais feliz, sou menos estressada, melhorei minha relação com a família. Correr para mim é prazeroso.
  
Como você definiria em algumas palavras a relação Esporte x Superação na sua vida?
O esporte me fortaleceu como pessoa. Descobri que sou capaz de superar limites, que tenho muita energia, que tenho saúde, que posso tudo… Só preciso querer, ter força de vontade e lutar.
 
Qual mensagem você deixaria para as pessoas que gostariam de praticar esporte ou que estão iniciando?
Desde que comecei a correr e sentir prazer nesse esporte, incentivo minhas amigas a praticarem também. Toda a sensação de felicidade e o bem-estar que sinto gostaria de ver as amigas sentirem. Hoje me sinto mais feliz ainda e realizada por ter conseguido convencer várias amigas, antes sedentárias, a iniciar como eu. E assim, elas saíram do sofá e hoje estão viciadas, e fazem parte de um grupo da Stark que treina no Parque do Cocó (As COCOtas).
 
Mas eu digo que depende de cada um conseguir ou não. Dificuldades vão aparecer, o dia-a-dia não é fácil para ninguém. Mas vale a pena!!! Não desistam!! 
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples