BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
O DESTARK é um projeto que visa homenagear nossos Starkianos que mostraram muita força de vontade, determinação, e que deram um novo rumo em suas vidas através do esporte. Nesse novo formato, com uma série de perguntas e respostas, semanalmente teremos depoimentos inspiradores de Starkianos que nos dão o prazer e a alegria de fazer parte do nosso convívio!
 
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
Nome: Hebert Reis
 
Esporte que pratica: Triathlon
 
 
Como você entrou para o esporte e o que mais te motivou a praticá-lo?
 
Preciso contar uma historinha.
 
Ao final de 2012, após um período significativo de total sedentarismo, já que o foco era trabalho quase que exclusivamente, atingi o peso de 112kg. Esta “fotinha” ai anexa traz a situação.
 
Atingi este peso como consequência por acreditar que, em determinado momento da vida, o trabalho deve ser a prioridade máxima, inconciliável com qualquer outra coisa, e que depois você resolve a questão da saúde e do bem estar. Deste modo, a alimentação foi deixada de lado, o sono foi diminuído, os almoços quase sempre eram no meio da jornada, chegava tarde em casa (três turnos de trabalho), a família igualmente ficava em plano secundário… enfim, o caos! No entanto, você acredita que está tudo sob controle. Ledo engano!!
 
Para quem acredita em um ser Supremo, Este mandou-me um alerta: pequeno susto, sendo acometido de dor no peito, falta de ar…
 
Após consultas médicas, resolvi procurar um profissional (Personal) para me auxiliar. Renato Reis fez um trabalho sensacional com atividades funcionais. Perdi em 06 meses o peso necessário para voltar a dois dígitos. Neste período, ele sempre me falava que eu deveria procurar um esporte, já que academia deve ser considerada porta de entrada ou mesmo atividade complementar a um esporte.
 
Resolvi então “voltar” a “correr”, já que como muitos, em algum momento na vida, tinha corrido a Maratona Pão de Açucar.
 
Por indicação do Rodrigo Costa, hoje aluno Stark, fui para ao Clube A. Entrei em julho/2013 e em, outubro de 2013, fiz minha primeira Meia Maratona – Natal, inclusive junto com o Ricardo Santos, hoje também Stark.
 
A empolgação veio e, em abril de 2014, fiz a primeira Maratona – Santiago.
 
Logo após veio uma desmotivação que quase acaba com tudo. O Clube A, para completar, tinha como foco pessoas que buscavam bem estar e não maratonistas.
 
Mais uma vez, o Rodrigo Costa ajudou e indicou a Stark, em julho de 2014.
  
Voltei a correr com vontade, motivado, acompanhado de parceiros sensacionais, vibe show, tudo perfeito. Fiz segunda Maratona – São Paulo e alcancei o peso atual de 84kg.
 
 
Como conheceu a modalidade e como ela passou a fazer parte da sua rotina?
 
Em novembro de 2014, inventei (isso mesmo!) inventei de assistir a um tal Ricardo Veras que iria fazer o Ironman Fortaleza. Em resumo: emocionante e altamente envolvente o mundo do Triathlon!!!
 
Nos dias seguintes, sabatinei o Ricardo sobre o esporte e, por fim, perguntei: é possível treinar para um Ironman em um ano?? Ele respondeu: porque não???!!! Mas uma coisa importante ele colocou para mim: é necessário tempo e, acima de tudo, apoio familiar.
 
Fui então conversar com Eveline, que é quem manda. Ela não hesitou em aprovar, mas se preocupou com o tempo fora de casa.
 
Passei a pensar como seria e então decidi que o tempo que fosse necessário para treinamento, eu tiraria do tempo que dedicava ao trabalho excessivo e não da família. Infelizmente, não consigo isso aos domingos, e por isso compenso na semana com mais tempo em casa.
 
Cortei aulas à noite, diminui às aulas aos sábados, adaptei horários no escritório, otimizei procedimentos na Imobiliária… comecei no triathlon.
 
 
O que o esporte representa hoje na sua vida?
 
O esporte representa um divisor de águas: antes, um Hebert que só tinha na cabeça “trabalho”, que preenchia todo o tempo livre com “trabalho”, que deixava a família pelo “trabalho”, que almejava ser destaque no trabalho, e agora um Hebert mais em casa, acompanhando mais de perto meus filhos, praticando atividade recreativa com eles, correndo junto com a esposa uma mesma prova. (Sim, ela entrou também neste mundo do esporte, é uma das COCOtas!!!) Enfim, um Hebert com uma qualidade de vida muito maior, muito mais dinâmico, muito mais disposto.
 
Houve uma inversão extremamente importante na minha vida. Uma frase do André Veras resume muito bem esta inversão: O que voce faz da vida? “Eu pratico esporte e trabalho nas horas vagas”. Sensacional. Exatamente isso.
 
Por incrível que pareça, o próprio trabalho igualmente evolui, só que de forma diferente. Resurge de forma adaptada à tua nova vida. Aparece para você agora sem excessos. Quem é profissional liberal sabe bem do que estou falando.
 
Você estando feliz, ativo,  sentindo-se forte, tudo melhora na sua vida!!!!
 
 
Quais os benefícios que começou a sentir com a prática de atividade física?
 
Para falar realmente sobre os benefícios precisaria escrever um livro, né?
 
Mas ressalto alguns que considero mais importantes:
 
1. Saúde –  é clichê, mas é preciso falar que o principal benefício é a qualidade da saúde e por consequência a qualidade de vida.
 
2. Família – você fica tão envolvido, que você passa isso para seus familiares, estimulando-os à prática também. Hoje, por exemplo, todos lá em casa têm bike. Eveline corre. Guilherme faz karatê. Já fez Corridinha Iguatemi. Gustavo, o “menorzinho”, já tem bike e anda nela direto. O esporte está tão presente nas nossas vidas que promovi uma Corrida na minha família que titulei de “1ª Carreira dos Primos”. Aconteceu em Limoeiro do Norte, com mais de 60 participantes (todos da família) de todas as idades e com direito a café reforçado ao final. Dos menores de bicicleta aos mais experientes caminhando. Segue uma foto deste evento. Paramos a cidade, com camisa padronizada e tudo!
 
3. Relacionamento Social – você amplia seu circulo de amizades, principalmente, claro, quando se entra numa Assessoria como a Stark, em que os participantes se tornam verdadeiros amigos. De já, agradeço a todos pela convivência e pela amizade.
 
 
Como você definiria em algumas palavras a relação Esporte x Superação na sua vida?
 
Desde quando fiz a primeira meia maratona, conclui que o principal sentimento que vem a você quando se atinge as metas esportivas é: tudo na vida se consegue alcançar desde que planeje, execute o planejamento e se esforce para conseguir. Isso para mim resume superação: uma certeza que se adquire de que tudo na vida é alcançável, basta trilhar o caminho e seguir, esforçando-se sempre.
 
 
Qual mensagem você deixaria para as pessoas que gostariam de praticar esporte ou que estão iniciando?
 
Para quem gostaria, que comece. A mais longa caminhada se inicia com o primeiro passo. Tenha a certeza que mudará sua vida.
 
Para quem está iniciando, não pare. Se ja está achando legal, saiba que o melhor ainda vem. As vitórias são viciantes. As metas atingidas são estimulantes.
 
Por fim: “Se você quer chegar a um lugar no qual a maioria não chega, precisa fazer algo que a maioria  não faz” (Roberto Shinyashiki)
 BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples
BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples

BlogMessengerStarkEspacoEmBrancoSimples