Treinamento / Corrida / Exercite seus músculos estabilizadores


Que a musculação ajuda no fortalecimento e na prevenção de lesões em praticantes de corrida, isso já está comprovado. O que se discute agora é a tese de que devemos nos preocupar mais com os músculos profundos, identificados por ‘estabilizadores’. Esses músculos estão geralmente localizados no tronco e no quadril e são responsáveis por transferir a força que aplicamos nas passadas, de uma perna para a outra. Em outras palavras, os ‘estabilizadores’ são o elo de ligação entre uma passada e outra. Se este elo estiver fraco, então a transferência de força estará comprometida. Quando isso acontece o nosso corpo vibra e se movimenta mais do que o necessário durante a corrida. Em vez de canalizarmos a energia despendida para o movimento das passadas, gastamos parte dela girando o tronco excessivamente. O resultado é o desperdício de energia.

Como treinar este grupo muscular
Para corrigir esse erro, podemos treinar os músculos estabilizadores facilmente e sem o uso de aparelhos. Só com o próprio peso do corpo. Por exemplo, experimente apoiar-se sobre seus cotovelos e pés ao mesmo tempo em que mantém o seu quadril paralelo ao solo. Logo você perceberá que uma grande quantidade de músculos será solicitada e muito provavelmente seu corpo começará a tremer. Sustente essa posição por quinze segundos. Descanse por um minuto e repita. Este é um dos exercícios mais básicos de fortalecimento dos músculo estabilizadores. Procure realizá-lo sobre um colchonete ou alguma superfície macia, como um gramado. Duas vezes por semana, duas séries de quinze a trinta segundos proporcionarão um fortalecimento suficiente para que seu quadril e seu tronco melhorem a transferência de energia durante as passadas. Isso em pouco tempo vai se traduzir num ritmo mais rápido de corrida.

Fortaleça seu abdome
Muitos corredores se queixam de dores lombares. Um dos motivos é o abdome fraco que não consegue proteger, de forma adequada, a coluna da repetição dos impactos. Além disso, passamos grande parte do dia sentados, o que aumenta a pressão na região lombar. É fundamental, portanto, realizar séries de exercícios abdominais, duas a três vezes por semana. Vinte a trinta repetições por sessão. Apenas lembre-se de apoiar bem a coluna em uma superfície plana e mantenha os joelhos flexionados durante o movimento.

Artigo extraído de vejaonline.abril.com.br

voltar